02 abril 2008

SURPRESA!

Finalmente chegou o dia da minha consulta. Todo eu rejubilava, finalmente ia ser visto pela minha média que, sabedora, descobriria a eventual possível causa de maleita pouco definida. Dar-me-ia uns papelinhos mágicos que abririam a possibilidade de ter um ou outro teste marcado por alturas do Verão. Com sorte, a minha médica veria os resultados antes das compras de Natal. Uma sequência escorreita e apaziguadora de alma. Seria uma sequência escorreita e apaziguadora de alma se a Sr.ª Dr.ª tivesse aparecido. Não o fez. Poderei ter outra consulta marcada (mesmo que não seja efectivada) para daqui a pouco mais de um mês. Yuppi. Ou então faço um seguro de saúde, com o qual serei diligentemente atendido após pagamento da caução devida.

Começo a pensar que a existência dos seguros de saúde contribuem para o descambar da saúde pública, e que isso deveria ser investigado por quem de direito. E talvez o fosse, se este alguém de direito não tivesse a retirar benefícios indirectos desse descambar. No país onde o grupo Mello conseguiu pôr um colaborador seu como ministro da saúde as teorias da conspiração têm pouco tempo de vida. Não fazem sentido quando tudo é evidente.

2 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Onde é o congresso, desta vez?

Sir H.

02 abril, 2008 14:29  
Blogger Radagast disse...

Diz que caiu da escada...também têm direito às suas maleitas ;-) Só é pena essas situações não estarem salvaguardadas.

02 abril, 2008 16:41  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial