15 março 2007

Os campeões


Ontem fui ver o Manchester City – Chelsea.
Gosto de futebol e, apesar da saudável antipatia que naturalmente desperta a qualquer pessoa que oiça duas conferências do “special one”, não deixo de admirar o Mourinho como táctico exemplar.

Admirar o seu brilhantismo táctico ao vivo é interessante intelectualmente, aborrecido para quem deseja presenciar um verdadeiro espectáculo.

Todo o campo defensivo está ocupado eficazmente (Carvalho administra toda a gestão defensiva e Terry tem uma influência psicológica que não corresponde ao seu potencial defensivo real mas que é fundamental), a presença de quatro médios centros cria uma linha quase intransponível (Makelele no corte inteligente e Lampard no avanço preciso e directo) mas largura do terreno está vazia; para atacar, repetidamente, lança-se a bola para aquele tremendo avançado que, sozinho, aguenta a bola contra dois ou três defesas até à subida dos médios (estratégia tipicamente italiana). Meia-dúzia de fora de série e um cínico inteligente, aí temos o Chelski.

Passe alguns momentos de fragilidade (a época já vai longa) as consequências dos repetidos embates do Man. City contra o meio-campo londrino foram as mesmas que eu conheceria caso corresse à desfilada contra o Shaquille O’Neil. Para mim seria doloroso e inútil e, para os espectadores de tão absurda performance, aborrecido.

Seguramente que não valeria £36.
Haverá um dia em que os pragmáticos do futebol vencerão as competições não tendo ninguém nas bancadas para além das claques. Por ora, mais depressa pagarei para ver o Plymouth a jogar no Championship do que o Chelsea na Champions.

6 Comentários:

Blogger Clara D'Ovo disse...

Não está mal como crónica futebolística: "administrar a gestão defensiva"; "corte inteligente", "avanço preciso etc. etc.". Mas para a próxima LEMBRA-TE que "bola" se diz "esférico".

15 março, 2007 19:39  
Anonymous Anónimo disse...

Esta "crónica futebolística" significa apenas que o homem ainda não acabou a tradução...procrastination...


(o espião de Juno)

16 março, 2007 00:16  
Blogger Clara D'Ovo disse...

Ontem o Glorioso meteu 3 vezes o esférico na baliza, e mandou essa sub-equipa rídicula liderada por um açoriano homofóbico dar uma curva. Não dizes nada? Devia ter ido apitar para os Champs Élysées...

16 março, 2007 13:59  
Blogger Clara D'Ovo disse...

By the way, aqui entre nós, o comentário da noite de ontem foi: "Mais tu parles mieux Français que Pauleta!". Vida de emigrante é dura ...

16 março, 2007 14:00  
Blogger Radagast disse...

Epá, o gajo pode ser muitas coisas mas é do BENFICA!

17 março, 2007 10:56  
Blogger The Man Next Door disse...

Pior tou eu que ainda por cima perdi a bolsa da máquina fotográfica! Ao menos desta feita sabiamos onde tinha ficado a viatura...

06 abril, 2007 01:58  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial