10 abril 2008

A Desejada II



Sim, a Desejada, caro Radagast. Aliás, é fácil de perceber porquê. Se a economia inglesa cresce hoje acima da média europeia, é largamente à política reformista de Thatcher que tal se deve. Enquanto nós brincávamos ao socialismo, plasmado numa Constituição que obstruiu durante anos o crescimento económico, a Dama de Ferro abandonou o modelo estatista do pós-guerra e deu ao mercado a liberdade tão necessária para a criação de riqueza. Os resultados deram-lhe razão.
Por outro lado, o thatcherismo sustentou a autoridade e o respeito como valores estruturantes da sociedade, valores por que o inglês médio, aterrado com a criminalidade e a yob culture, compreensivelmente suspira.

6 Comentários:

Blogger Radagast disse...

Foram as pessoas que cresceram nesse tempo de apogeu dos "valores estruturantes da sociedade" que educaram as pessoas que hoje parecem causar tanto transtorno à sociedade inglesa.

Mas...psst, chega aqui que te quero contar um segredo, olha que isto de acompanhar a sociedade inglesa pelos olhos do Telegraph dá uma visão muito distorcida dos valores pelos quais o inglês médio realmente suspira. Principalmente em tempos de governação labour, cujos êxitos económicos são largamente menosprezados por esta onda de revisionismo que atravessa o Telegraph (mas também o Sun, e o Mail...ah, e o News of the World também).

10 abril, 2008 23:28  
Anonymous Anónimo disse...

E através de que jornais posso eu ter uma broader view da sociedade inglesa? Do Guardian, por exemplo?

Sir H.

11 abril, 2008 13:15  
Blogger Radagast disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

11 abril, 2008 21:33  
Blogger Radagast disse...

Desde logo falando com ingleses, com o maior número possível. Não sendo isso possível, podes cruzar as informações do Telegraph com o Guardian, o The Independent, o Times ou a BBC. "Ler" Inglaterra pela Telegraph e pela Sky News é muito perigoso.

Curiosamente, em quase dois anos que estive em Inglaterra, só conheci uma pessoa que lesse o Telegraph. Por sinal, não era pessoa que se cheirasse. Intolerante, misógino e racista.

Não, lamento informar-te mas Inglaterra não está ansiosa pelo regresso da Dama de Ferro. O que acontece é que as coisas começam a ser vistas em perspectiva; e a senhora já não é diabolizada senão por uma mão-cheia de pessoas.

11 abril, 2008 21:35  
Anonymous Anónimo disse...

"... por sinal só conheci uma pessoa que lesse o Telegraph. Por sinal não era pessoa que se cheirasse".
E eu é que sou acusado de tomar a parte pelo todo??!!

Sir H.

12 abril, 2008 15:31  
Blogger Radagast disse...

LOL.

Não tomei parte pelo todo. O único tipo inglês que conheci a ler o DT era todas essas coisas. Facto.

Longe de mim pensar que todas as pessoas que lêem esse jornal o são, até porque tu lês o DT e não és nenhuma delas.

Mas olha que a sociedade inglesa não anda a suspirar pela Dama de Ferro. Não anda mesmo. Bem, pelo menos não a parte da sociedade que não escreve para o DT :-)

13 abril, 2008 13:41  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial